Entrevista a Pedro Ferreira de Carvalho, candidato da coligação CDS-PP/MPT/PPM à CM Monforte

Veja aqui o vídeo.

– Qual o balanço que faz da governação da atual equipa camarária?

O balanço que faço da governação da actual equipa camarária é um balanço positivo, porém insuficiente do ponto de vista da exploração de todo o potencial que o Concelho de Monforte tem para oferecer. Positivo na parte da criação de algumas infraestruturas no que concerne a políticas de inclusão social e ao esforço hercúleo de equilibrar as contas do município, e insuficiente no que concerne à dinamização do Concelho por via da agricultura e do turismo e da captação de investimento por via industrial e empresarial. Igualmente insuficiente em criar factores que se destaquem de outros Concelhos limítrofes afim de atrair mais jovens principalmente agricultores para Monforte.

– Quais são os principais objetivos e prioridades para o Concelho de Monforte?

Tenho como maior prioridade os idosos monfortenses. Graças a Deus, a esperança média de vida tem vindo a aumentar, o que nos obriga a criar condições para assegurar uma qualidade de vida digna isenta de preocupações, por exemplo a nível de acesso a medicamentos e alimentação, e igualmente importante o combate à solidão. Não é só contruir lares, é preciso garantir um acompanhamento efectivo, principalmente para aqueles que sendo autónomos querem manter-se em suas casas, em vez de irem “quase que obrigados” para os lares.

Outra das prioridades principais é tentar resolver o problema da comunidade cigana.
É inadmissível que monfortenses que tenham montes, se vejam obrigados a abandonar as suas casas da vila e irem refugiar-se nos mesmos.
É incompreensível como é que a autarquia não consegue criar e desenvolver um plano de inclusão social. Não é só construir e oferecer casas.
É preciso explicar à comunidade cigana, que são tão munícipes como quaisquer outros e como tal, tudo o que é criado para o bem estar dos munícipes por parte da autarquia, também é em parte deles. Se se recupera um monumento e a seguir o vandalizam, também é o seu património que estão a destruir.
Neste aspecto, gostaria de criar um projecto piloto que servisse de exemplo a outros Concelhos que sofrem do mesmo problema. Não acredito que os ciganos se sintam bem, sabendo que são odiados e rejeitados por todos os munícipes. É imperativo fazer algo, e eu estou disposto a tentar.

O objectivo é apenas um! Tornar Monforte num Concelho que orgulhe os Monfortenses e que sirva de exemplo para outros Concelhos.

Siga a numeração para continuar a ler a entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.