Entrevista ao Presidente da JF Santo Aleixo: António Bagorro

 – Como tem sido o mandato como presidente da JF Santo Aleixo?

O presente mandato tem sido bastante mais difícil nomeadamente em termos financeiros. No entanto, temos conseguido gerir da melhor forma a verba disponível. Assim, o trabalho de uma Junta de Freguesia começa por fazer com que as necessidades mais básicas sejam satisfeitas, e isso tem sido feito.

Não menos importante é o facto de, mesmo perante as dificuldades que nos surgem, não criarmos qualquer tipo de dívida, estando garantidos mensalmente todos os pagamentos, quer a funcionários, quer a fornecedores.

Para além do já enumerado, temos mantido as comemorações que são, desde há muitos anos, tradição para a nossa freguesia, o que se traduz em algo de extrema importância para a população.

– Quais os planos para Santo Aleixo para 2017?

Para este ano, tencionamos continuar as melhorias na nossa praça de touros. Um processo que carece de investimento económico bastante considerável, mas quem acreditamos conseguir a médio-longo prazo. Para já, garantimos que faremos tudo aquilo que estiver ao nosso alcance.

Tencionamos criar um circuito de manutenção, com o intuito de tornar a nossa freguesia com melhor equipamento destinado ao bem-estar da população.

A par disto, pretendemos garantir a manutenção, pintura e limpeza de todo o equipamento municipal e vias públicas.

– O que correu melhor no teu mandato? E o pior?

O que correu melhor foi a conquista da nossa praça, iniciada anteriormente. Para nós, foi enorme a satisfação, alegria e gratidão sentida quando vimos tantas e tantas pessoas empenhadas em ajudar no reerguer da nossa praça de touros, voltamos a presenciar a mesma união que esteve presente na sua construção. É isso, que nos diferencia de todos os outros.

O pior, sem dúvida, tem sido facto de nos depararmos com as dificuldades económicas que não permitem fazer face às necessidades e vontades de todos. A gestão financeira diária, mesmo que seja complicado compreender, representa o fator de maior relevância na nossa freguesia.

Pois, é também o nosso desejo fazer mais e melhor e por isso lutamos todos os dias, acontece que é o capital financeiro disponível que promove melhorias significativas e aquilo que se vê e que as pessoas realmente valorizam. Neste momento, em primeiro lugar está aquilo que muitos não veem, as realizações diárias e indispensáveis.

– A relação com o Presidente da CM Monforte?

É boa.

– A influência da questão partidária nos destinos da freguesia?

A meu ver, não deve haver qualquer influência partidária a partir do momento que todos trabalhamos em prol do bem-estar das nossas gentes. Somos um concelho, uma freguesia que tem, infelizmente, cada vez menos habitantes pelo que se essas questões se fizerem notar, quem sai prejudicado são as pessoas.

– Vais recandidatar-te nas próximas eleições?

Este é um processo em que tende a existir uma decisão ponderada e unânime de toda a uma equipa, pelo que não me poderei pronunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.